11 de dez de 2009

SEU CAVALO "PODE VOAR"

"Não temas, crê somente" (Marcos 5:36)

Um poderoso rei condenou um humilde súdito à morte. O homem, prestes a ser executado, propôs e teve a concordância do rei, permiti-lo ensinar o cavalo real a voar. Caso não conseguisse, no prazo de um ano, então sua sentença Seria cumprida. "Por que adiar o inevitável?" perguntou-lhe um amigo. "Não é inevitável," ele respondeu, "as chances são Quatro a um a meu favor. Dentro de um ano:
O rei pode perder o trono.
Eu posso Fugir.
O Cavalo pode fugir.
Eu posso ensinar o cavalo a voar.
Freqüentemente nos vemos diante de obstáculos difíceis e aparentemente impossíveis de transpor. Por mais que busquemos soluções, elas parecem não existir. o primeiro impulso nos convida a desistir, mas é preciso que jamais esqueçamos que para o nosso amado Deus todas as coisas são possíveis. Há alguns séculos atrás, costumava-se dizer que o homem jamais poderia voar. "Se Deus quisesse que o homem voasse, teria lhe dado asas." Porém, hoje, em poucas horas o homem atravessa um oceano e vai para outro continente! Assim como o súdito de nossa estória, aprendamos a olhar a situação com otimismo. Para cada possibilidade adversa, muitas favoráveis poderão ser encontradas, e, com muita fé e determinação, o que parecia impossível logo será realidade. Não esmoreça nunca.
Mesmo que tudo indique o contrário, creia: o seu cavalo pode voar!

10 de dez de 2009

EU NEGUEI A JESUS...

Estava lendo um texto que fala sobre a negação de Pedro, quando senti meu espírito inquieto e triste com o que estava lendo. Era como se alguém me dissesse: você fez isso. Fui ver o que o Aurélio diz sobre negar, e uma das acepções é a seguinte: “não se apresentar, ausentar-se...” Fiquei meio assustado ao ler isso. E triste. Muito triste.


Entendi que já neguei e, pior, tenho negado meu Senhor muito mais vezes do que pudesse imaginar. Quantas vezes fui chamado a fazer algo no Reino de Deus e “não me apresentei”? E eu tinha motivos muito justos pra não ir. Tenho muitos compromissos importantes e não posso faltar. Não tenho tempo pra isso agora. Minha agenda ta apertada. O meu tempo está realmente escasso. Fica pra outra vez... Quantas vezes deixei de comparecer aos meus encontros com Jesus (na intimidade, no lugar secreto), porque acordei meio indisposto, acordei atrasado e tinha um compromisso importante (e dói constatar que já considerei muita coisa “mais importante” do que estar um tempo com Jesus). Eu nego Jesus quando me ausento, quando não me apresento, quando tenho coisas mais importantes pra fazer, quando priorizo outras coisas antes do “Reino de Deus e sua justiça”, quando inverto a ordem e busco acrescentar todas as coisas antes da busca do Reino. Eu nego Jesus e neguei muitas vezes... É duro admitir. É duro constatar.
Mas é verdade. É fato. O meu consolo é saber que Jesus me ama apesar disso. Ele conhece os meus limites, minhas imperfeições, minha indisciplina e incapacidade pra ser coerente com o amor que tenho por Ele.
Ele sabe que eu O amo. Apesar de tudo e mesmo assim, Ele me ama. E me aceita exatamente do jeito que eu sou e me aperfeiçoa nas minhas fraquezas. Ele me amou antes da fundação do mundo, quando eu nem ainda existia e era massa informe, ele já me conhecia e amava. Antes que eu fosse sequer um projeto de vida para os meus pais, ele já tinha planos eternos pra minha vida e pra minha alma. E é muito bom saber disso. Saber que Ele já me perdoou “na cruz”. Que já levou sobre si os meus pecados (inclusive as vezes que O neguei e nego), minhas dores, minhas transgressões, minhas doenças e que o castigo que me traz a paz que excede todo entendimento estava sobre Ele. É muito bom saber que apesar de tudo e mesmo assim, Ele me compreende e não desiste de mim nem dos Seus propósitos pra minha vida. Que todas as vezes que faltei a um encontro com Ele, Ele esteve lá. Eu deixei que Ele ficasse esperando e não fui, mas Ele esteve lá. E mesmo assim, mesmo com tantas ausências minhas, com tantas faltas, com tantas decepções que lhe causo, com tanta insensatez de minha parte, Ele sempre me perdoa, me aceita, me recebe de volta, sem cobrar nada, sem reclamar de nada, sem me acusar de nada (Ele sabe que levou minha condenação sobre si), sem me humilhar por tantas vezes que o entristeço... Ele sabe que eu O amo. Ele me conhece total e profundamente. E sabe que o meu jeito de ser é imperfeito. O meu jeito de amar é imperfeito. O meu jeito é humano, portanto falho, ingrato, imperfeito... Ele é perfeito. Seu amor é perfeito. Por isso aceita o meu pequeno e imperfeito amor por Ele. Por isso entende. Amor insondável, incompreensível, ilimitado, perfeito... só o amor de Jesus. Tudo crê. Tudo suporta. Tudo espera. Não lança em rosto... Amor perfeito. Essência do Amor. O próprio Amor. Jesus. Ele sabe e aceita minhas limitações e falhas. Ele me amou muito antes. Antes da fundação do mundo. E faz muito pouco tempo que existo e vim a conhecê-lo e a amá-lo. Ele sabe disso. Aleluias! É duro. É triste. É difícil constatar e aceitar. Mas já neguei Jesus muito mais vezes do que imaginava. Já entristeci o coração dEle vezes sem conta.Mas é muito bom saber que Ele me ama. E vai continuar me amando e me ensinando, aos poucos e sempre, me aperfeiçoando nas minhas fraquezas, o jeito certo, correto e digno de amá-lo. Ele é Santo.
Ele é Digno.
Ele é Perfeito.
Ele é Deus.
Ele é Jesus.
Ele é Amor.
Ele é o Princípio.
Ele é o Fim.
Ele é a Totalidade de todas as coisas. Glória, pois a Ele eternamente, Amém!

9 de dez de 2009

O PREÇO DO AMOR

Uma tarde, um menino aproximou-se de sua mãe, que preparava o jantar, e entregou-lhe uma folha de papel com algo escrito. Depois que ela secou as mãos e tirou o avental, ela leu:
- Cortar a grama do jardim: R$3,00
- Por limpar meu quarto esta semana R$1,00
- Por ir ao supermercado em seu lugar R$2,00
- Por cuidar de meu irmãozinho enquanto você ia às compras R$2,00
- Por tirar o lixo toda semana R$1,00
- Por ter um boletim com boas notas R$5,00
- Por limpar e varrer o quintal R$2,00
- TOTAL DA DIVIDA R$16,00
A mãe olhou o menino, que aguardava cheio de expectativa. Finalmente, ela pegou um lápis e no verso da mesma nota escreveu:
- Por levar-te nove meses em meu ventre e dar-te a vida - NADA
- Por tantas noites sem dormir, curar-te e orar por ti - NADA
- Pelos problemas e pelos prantos que me causastes - NADA
- Pelo medo e pelas preocupações que me esperam - NADA
- Por comidas, roupas e brinquedos - NADA
- Por limpar-te o nariz - NADA
- CUSTO TOTAL DE MEU AMOR - NADA
Quando o menino terminou de ler o que sua mãe havia escrito tinha os olhos cheios de lágrimas. Olhou nos olhos da mãe e disse: "Eu te amo, mamãe!!!" Logo após, pegou um lápis e escreveu com uma letra enorme: "TOTALMENTE PAGO".
Assim somos nós adultos, como crianças, querendo recompensa por boas ações que fazemos. É difícil entender que a melhor recompensa é o AMOR que vem de Deus. E para nossa "sorte" é de GRAÇA! Basta querermos recebê-lo em nossas vidas!

8 de dez de 2009

ERROS passados movem moinhos?


ERROS passados movem moinhos? Que remorso......a volta ao passado envolve o potencial de, num certo lugar e instante, reparar uma determinada AÇÃO que consideramos desastrosa...
Sempre gostei de histórias de ficção científica, e já li centenas de livros do gênero, principalmente nos anos da minha juventude, quando tinha algum tempo livre. Um dos meus autores preferidos era Isaac Asimov, que publicou clássicos como “I, Robot” (Eu, Robô),1950.Os anos passaram... E várias idéias que antes eram mera fantasia, hoje são parte da nossa realidade. Mas há algo que nunca se concretizou: a criação de uma MÁQUINA do TEMPO. Além do “sonho” de visitar um futuro distante, ou regressar milhões de anos na época dos dinossauros, a volta ao passado envolve o potencial de, num certo lugar e instante, reparar uma determinada AÇÃO que consideramos desastrosa. Ora, falhas passadas lançam sobre nós dois desafios angustiantes: o primeiro, a consciência de que poderíamos ter feito melhor, ou evitado a “mancada” pela qual nos culpamos repetidas vezes. O segundo incômodo é a conseqüência prática, resultado da perda.Infelizmente, a tal máquina do tempo não está a nossa disposição. Então parece impossível corrigir o erro profissional, o investimento equivocado, a palavra dita na hora errada, ou a escolha que não deu em nada...Nesses casos, precisamos mudar nosso enfoque, entender que a vida é ÚNICA e que ninguém pode evitar todas as coincidências e caminhos cruzados que surgem diante de nós. Lamentar erros passados, e ficar presos a eles, irá tão-somente fragilizar nosso hoje e diminuir o POTENCIAL FUTURO.Porém, muitas falhas passadas produzem efeitos PASSÍVEIS de REPARO, e podem ser transformadas em algo BOM, se nos dispusermos a trabalhar sobre elas no agora.Isso é uma notícia boa. Então vamos ver o seguinte:- Temos que aprender com nossas falhas para mostrar inteligência, e aprender com os erros alheios para mostrar sabedoria, motivo pelo qual o salmista Davi afirma:Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios. (Salmos 90: 12).- Se para nós os erros e descuidos passados parecem algo impossível de mudança – e irão comprometer nossa vida com o um todo - Deus, que tudo pode, afirma que devemos esquecê-los, pois Ele tem algo melhor e completamente novo a nos oferecer daqui para a frente:Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as antigas.Eis que faço uma coisa nova; agora está saindo à luz; porventura não a percebeis? Eis que porei um caminho no deserto, e rios no ermo. (Isaias 43:18-19).Vamos recomeçar do “hoje”, deixar o que passou - pois não é mais real, são somente lembranças - e construir, com o apoio de Deus, algo novo e melhor, afinal somos mais sábios pelo que já vivemos.Texto de autoria de Pastor Elcio Lourenço. Que remorso...Sempre gostei de histórias de ficção científica, e já li centenas de livros do gênero, principalmente nos anos da minha juventude, quando tinha algum tempo livre. Um dos meus autores preferidos era Isaac Asimov, que publicou clássicos como “I, Robot” (Eu, Robô),1950.Os anos passaram... E várias idéias que antes eram mera fantasia, hoje são parte da nossa realidade. Mas há algo que nunca se concretizou: a criação de uma MÁQUINA do TEMPO. Além do “sonho” de visitar um futuro distante, ou regressar milhões de anos na época dos dinossauros, a volta ao passado envolve o potencial de, num certo lugar e instante, reparar uma determinada AÇÃO que consideramos desastrosa. Ora, falhas passadas lançam sobre nós dois desafios angustiantes: o primeiro, a consciência de que poderíamos ter feito melhor, ou evitado a “mancada” pela qual nos culpamos repetidas vezes. O segundo incômodo é a conseqüência prática, resultado da perda. Infelizmente, a tal máquina do tempo não está a nossa disposição. Então parece impossível corrigir o erro profissional, o investimento equivocado, a palavra dita na hora errada, ou a escolha que não deu em nada... Nesses casos, precisamos mudar nosso enfoque, entender que a vida é ÚNICA e que ninguém pode evitar todas as "coincidências" e caminhos cruzados que surgem diante de nós. Lamentar erros passados, e ficar presos a eles, irá tão-somente fragilizar nosso hoje e diminuir o POTENCIAL FUTURO. Porém, muitas falhas passadas produzem efeitos PASSÍVEIS de REPARO, e podem ser transformadas em algo BOM, se nos dispusermos a trabalhar sobre elas no agora. Isso é uma notícia boa. Então vamos ver o seguinte:- Temos que aprender com nossas falhas para mostrar inteligência, e aprender com os erros alheios para mostrar sabedoria, motivo pelo qual o salmista Davi afirma: Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios. (Salmos 90: 12).- Se para nós os erros e descuidos passados parecem algo impossível de mudança – e irão comprometer nossa vida com o um todo - Deus, que tudo pode, afirma que devemos esquecê-los, pois Ele tem algo melhor e completamente novo a nos oferecer daqui para a frente:Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as antigas. Eis que faço uma coisa nova; agora está saindo à luz; porventura não a percebeis? Eis que porei um caminho no deserto, e rios no ermo. (Isaias 43:18-19).Vamos recomeçar do “hoje”, deixar o que passou - pois não é mais real, são somente lembranças - e construir, com o apoio de Deus, algo novo e melhor, afinal somos mais sábios pelo que já vivemos.


Texto de autoria de Pastor Elcio Lourenço.

Seguidores